Teoria da Sintaxe Espacial: Dicas de Leituras

A Sintaxe Espacial é um dos métodos de análise em Arquitetura e Urbanismo mais importantes desenvolvidos nas últimas décadas. No entanto, dada a complexidade tanto da sua teoria como na construção dos mapas e dados, pesquisadores possuem dificuldades no seu aprendizado. Este post traz uma lista de leituras que consideramos importantes para entender ou se aprofundar na Teoria da Sintaxe Espacial, tanto para iniciantes como para adeptos da teoria.

Continue Lendo “Teoria da Sintaxe Espacial: Dicas de Leituras”

Morfologia Urbana: Abordagens e Elementos Constituintes, Segundo Vítor Oliveira

A morfologia urbana é o estudo da forma das cidades. No entanto, diferentes abordagens indicam vários elementos constituintes do tecido urbano ou de sua paisagem. No livro Urban Morphology: An Introduction to the Study of the Physical Form of Cities, Oliveira (2016) traz as principais abordagens de morfologia urbana, bem como os elementos constituintes do tecido urbano. O objetivo do post é apresentar um breve resumo das abordagens morfológicas e elementos do tecido urbano explorados no livro.

Continue Lendo “Morfologia Urbana: Abordagens e Elementos Constituintes, Segundo Vítor Oliveira”

Modelos Baseados em Agentes na Sintaxe Espacial

Na Sintaxe Espacial, o Modelo Baseado em Agentes (Agent-Based Model – ABM, em inglês) é um modelo que busca simular o comportamento de movimento das pessoas, com base nas propriedades configuracionais e de visibilidade de um determinado espaço. Nesse post, será feita uma breve descrição do modelo, sua aplicabilidade e um breve tutorial de como realizar a simulação no software DepthmapX. Continue Lendo “Modelos Baseados em Agentes na Sintaxe Espacial”

Análise de Isovistas e Grafos de Visibilidade, Parte 2: Modelagem e Cálculo de Medidas

Nesse post será mostrado um tutorial sobre como modelar e calcular as medidas das Isovistas e Análise de Grafos de Visibilidade. Continue Lendo “Análise de Isovistas e Grafos de Visibilidade, Parte 2: Modelagem e Cálculo de Medidas”

Análise de Isovistas e Grafos de Visibilidade, Parte 1: Conceitos, Medidas e Aplicações

No início do Século XXI, a Teoria da Sintaxe Espacial passou por uma série de revisões metodológicas, com a criação de novas ferramentas de análises espaciais. Nesse post serão apresentados os principais conceitos e aplicações de duas dessas novas metodologias: as Isovistas e a Análise de Grafos de Visibilidade. Continue Lendo “Análise de Isovistas e Grafos de Visibilidade, Parte 1: Conceitos, Medidas e Aplicações”

Como Estudar a Vida Pública: Técnicas de Análise

No livro How to Study Public Life (Como Estudar a Vida Pública, em tradução livre), os autores Jan Gehl e Birgitte Svarre mostram a história dos estudos sobre interações sociais, métodos e técnicas para melhorar a vitalidade dos espaços públicos e atrair mais pessoas a usa-los, mostrando a importância desta vitalidade para o planejamento urbano. O capítulo 3 do livro trata das ferramentas para análise dessas interações sociais. Continue Lendo “Como Estudar a Vida Pública: Técnicas de Análise”

Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 4: Analisando Dados Sintáticos em Ambiente SIG

Nesse post vou mostrar como analisar os dados e fazer mapas sintáticos em ambiente SIG (Sistemas de Informação Geográfica). Continue Lendo “Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 4: Analisando Dados Sintáticos em Ambiente SIG”

Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 3: Calculando Medidas Sintáticas

Por Alexandre Castro

Na parte 2 sobre a Análise Angular de Segmentos, mostrou-se como modelar mapas sintáticos de três formas diferentes (Mapa Axial, RCL Simplificado e RCL derivado do OpenStreet Map). Neste post será mostrado como calcular as medidas de Sintaxe Espacial no DepthmapX. Continue Lendo “Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 3: Calculando Medidas Sintáticas”

Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 2: Modelando um Mapa Sintático

Na parte 1 sobre a Análise Angular de Segmentos, mostrou-se o que é o método, sua diferença para a análise axial e as principais medidas utilizadas. Nesse segundo post, será mostrado como modelar um mapa sintático. Continue Lendo “Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 2: Modelando um Mapa Sintático”

Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 1: Conceitos e Medidas

“Depthmap can do axial analysis, but you don’t need it. Segment analysis is similar, but more powerful and can do more things.” (HILLIER, 2008, p.1)

Este é o primeiro de uma série de postagens sobre a Teoria da Sintaxe Espacial, tratando especificamente sobre a Análise Angular de Segmentos. O objetivo é mostrar o que é o método, suas diferenças, vantagens e desvantagens da Análise de Segmentos em relação à análise axial, bem como as medidas utilizadas. A frase no começo do post, apesar de excluir o valor dos mapas axiais na Sintaxe Espacial (o que não concordo), reflete a mudança que a Análise Angular de Segmentos causou  na forma de analisar a configuração espacial das cidades. Continue Lendo “Sintaxe Espacial e A Análise Angular de Segmentos, Parte 1: Conceitos e Medidas”